quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Questions

O que é que puseram no vinho de Dom José Policarpo?
Blimunda, a quem nada escapa, foi a primeira a notar qualquer coisa de estranho.
http://aeiou.expresso.pt/d._jose_policarpo_diz_que_casamentos_com_muculmanos_e_um_monte_de_sarilhos=f491705

5 comentários:

saph disse...

Suponho que o vice-deus concorda com Dom José Policarpo, que disse umas verdades politicamente incorrectas. Mas o vice-deus tb se mete nos copos com a groselha, daí a treta da superioridade moral, adaptada do discurso do Arcebispo.
Um vice-deus agnóstico é, de todo o modo, sumamente interessante.

saphou disse...

Mas é para cometer a banalidade de generalizar?
Então não vos caseis/junteis, pura e simplesmente. Muito menos com ciganos, muçulmanos, judeus, hindus, agnósticos e cristãos de todo o género, tipos do bloco de esquerda, do PCP, do PS, do PSD e do PP. Não vos aproximeis de banqueiros, são os piores, qualquer que seja o credo, a cor ou a preferência política. Quando muito tolera-se um ou outro rastafari ou fraldiqueiro. São mais tolerantes.
Ah, e evitar os ébrios, ou consumidores de qualquer tipo de droga causadora de violência.
Leitura de todos os livros sagrados de cada religião obrigatória antes de atingir a adolescência.

saphou disse...

Já me esquecia, nunca convidar um muçulmano lá para casa, mesmo que esfomeado e com necessidade de apoio, não vá o tipo rezar virado para Meca e depois considerar a casa dele, pondo-nos de lá para fora.

Mas fora isto tudo, muita compreensão para com os muçulmanos a apelo ao diálogo!

Maria disse...

Dom José Policarpo queria era dizer que "casamento é um monte de sarilhos".

:)))

hashre disse...

O que me parece é que o discurso é contraditório: uma no cravo, outra na ferradura. Em geral, também não gosto de muçulmanos. Mas não sou Cardeal.