sábado, 25 de dezembro de 2010

sábado, 18 de dezembro de 2010

Afinal, o povo não é sereno, como se pôde ver recentemente com a fúria do açucar. Xiça!

Falta açúcar, ai deuses que falta açúcar, é o reboliço, atropelam-se, abalroam-se nos hipermercados , vestidos com os seus fatos de treino, alguns até metem cunhas para açambarcar, a tia manda a criada para não parecer mal. Xiça, Dudes, é só açúcar! Se faltasse a insulina, ou o tirax, ou a rosca...Só açúcar Dudes histéricos. Aproveitem para começar a dieta e preparar o Verão, ou comam mel ou melaço, que faz bem às tosses  e rouquidões. Raio-que-parta estas gentes! PQP! Não há pachorra. Se os capitães de Abril vissem no que isto deu tinham ficado parados no semáforo vermelho do comboio (encarnado para os mouros) nos arrabaldes  de  Lisboa para sempre. Socrahisrtérica sociedade da geração ni ni (nem, nem, para os parolos) . Indiferentes à crise anunciada pelos media de dois em dois segundos até meter nojo, os portugueses gastam tanto que os pagamentos por multibanco atingem recordes históricos. Há que gastar, gastar, é Natal, o IVA em 2011 sobe, afinal, qualquer pretexto serve. Mas gastam em tudo o que mexe e não mexe, contentes. A crise económica apocalíptica não afecta o portuga que é portuga, o homem também ainda não chegou à lua garante a Carla Vanessa da caixa do supermercado Pingo-Doce. É tudo invenção dos jornais e televisões, para ganhar audiências. A ERC ainda vai processar estes programas sensacionalistas com economistas doutorados da treta que, qual adrabão do Al Gore, vêm anunciar a recessão de rachar quando o frio é que nos mata. Qual crise meu? Só se fores xoné  e que acreditas no que não é.Qualquer dia o economista agoirento ainda vai ser atingido pelo telespectador num olho, como diria o meu primo afastado João Pinto, o Grunho. FMI? Isso nem existe. Só se forem iniciais para ...dass mais isto.
Que venha o FMI. Vai ser mais emocionante do que a fúria do açucar!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Sonhei com ele,

o meu vagamente primo por afinidade, João Pinto, casado com uma vagamente prima da minha avó paterna, que está já no descanso da vida. Agarrado à taça, em 1987, não a dava a ninguém, nem mesmo ao presidente, nem mesmo com a ameaça de levar uns sopapos nas trombas. O Porto deserto, uns canadianos amigos a chegar de comboio e a achar a cidade fantasma, depois um momento épico, parecia o São João, só gente a sair, a manifestar-se de genuína alegria, tinhamos ganho aos tipos das Leaderhoses, da October Fest, das Trinklieds, aos meninos da Angela Merkel. Os canadianos a pensar que era tudo doido nesta terra, nós perdidos de riso.
O meu vagamente primo João Pinto, não diz calinadas, como esse Jorge Jesus, que não consegue fazer uma concordância do sujeito com o verbo, diz frases que ficam para a história, é um orgulho ser parente daquele grunho da inteligência, que "chuta com o pé que tem mais à mão", que só faz " prognósticos depois do jogo", que considerava o saudoso, para muitos, Boavista v. FCP um derby minhoto.
Quando o Porto passou por um período menos bom, ele indicou a única solução correcta a tomar: o meu clube está à beira do precipício, só há uma coisa a fazer, dar um passo em frente".
Isto é história minhas senhoras e senhores, parece que Sócrates, que não consegue estar afastado de um escandalozinho, vide voos da CIA, fonte Wikileaks, tomou a coisa à letra. Sócrates só entende o literal, o português técnico, por isso estamos a dar o passo em frente. Pinto da Costa, chamado a ministro, se não lhe cuspisse nas trombas, poderia ensinar-lhe umas coisas.
De qualquer modo, tenho que agradecer ao meu vagamente primo (na Linha e na Foz somos todos tios e tias, mas na aldeia somos todos primos) por me ter contagiado com alguma da inteligência que ainda hoje possuo, no Outono ou Inverno da PI. O meu coração, como o dele, só tem uma cor: azul e branco.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Wikileaks, serviço público ou crime?

Depende, só faço prognósticos depois do jogo, como o meu primo. Foi suprimido, mas chega lá na mesma.
Entretanto, pergunto-me se será melhor ir tirando o carcanhol do BCP. Gosto como os americanos tiram as medidas a Cavaco, a Pinto de Sousa, a Paulo Portas, ao PP, ao povo português e ao PCP. On target!
IP do site:

213.251.145.69

Some spice:
C O N F I D E N T I A L SECTION 01 OF 03 LISBON 000289

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010