terça-feira, 19 de maio de 2009

Adágios populares literalmente falsos

"O sol quando nasce é para todos"

Nada mais enganador. Como tudo o resto,

"O sol quando nasce é só para a minoria que o pode apanhar"

8 comentários:

jg disse...

Assim tipo trolha que mama com ele na cornadura de manhã à noite?!?!

saphou disse...

Exacto. Já não a rapariguinha do shopping!

saphou disse...

Nem os desgraçados dos empregados de fábrica, os bancários, os médicos, os enfermeiros, etc, que trabalham no ar condicionado o dia todo.
Já os juízes podem sempre abrir a janela, como os senhores advogados, dadas as maravilhosas precárias condições da maioria dos tribunais.

saphou disse...

Não esquecendo dos dignos representantes do MP e os funcionários da tribunália.

Funes, o memorioso disse...

O único provérbio em que eu acredito é: "enquanto o pau vai e vem folgam as costas"

jg disse...

Desculpa lá, Funes, mas as costas só folgam enquanto o pau vai.
Ou será que a gravidade já não é o que era?!

amiguinho fdp disse...

Quando ainda está a vir, ainda não atingiu o alvo. As costas podem é já estar tensas, logo, já não estão a folgar. É como ao Domingo à noite.

jama disse...

Eu acredito nos dois provérbios que fazem parte do código do bom caloteiro: pagar e morrer quanto mais tarde melhor; onde não há nem o rei tira.