sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Natal Samsung


Nada de ficar atrás da Zon, nem a outra margem se deixa rebaixar. Sobretudo, não se pode deixar que o PIB arrase os portugueses.
Factos que levaram a Samsung portuguesa a iluminar o Cristo-Rei durante a época de Natal. Quatro anjos Samsung de mãos dadas, simbolizando a união e a paz, são visíveis a catorze quilómetros do monumento. Mas a Samsung quer um mundo verde, por isso preocupou-se com a poupança energética, optando pela instalação de LEDs, cujo consumo por lâmpada equivale a 1/8 de uma lâmpada não ecológica.
O Universo não deve ter gostado porque, em sinal de protesto, um raio atingiu a zona, desligando a iluminação natalícia da base do monumento, dois dias após a inauguração. A ocorrência deu-se numa altura em que relâmpagos e chuva forte atingiram o Concelho de Almada, durante cerca de 30 minutos.
Mas a Câmara de Almada, como é próprio das municipalidades, não sabe ler os sinais divinos e a iluminação foi reposta após alguns dias de apagão. É sabido que o povo gosta de iluminação artificial, até ao "raio-que-o-parta". Lamentável que ninguém se preocupe com a iluminação interior. Um povo interiormente iluminado seria perigoso para as municipalidades e afins. Nem o Cavaco, coberto de loureiros, ou o Sócrates, vestido por Magalhães, escapariam.


1 comentário:

Argonauta disse...

São os sinais dos tempos... Mas também nunca como agora foi tão fácil ter acesso a Vias que a ela (Iluminação) podem dar acesso...