quarta-feira, 4 de maio de 2016

 Do nada...


Quando, daqui a milénios, procurarem a geração da era digital, o mais certo é concluírem, por falta de provas, que a terra era habitada por seres muito primitivos que não deixaram marcas...já agora temos problemas, muda o software ou o hardware, ca dê as dezenas de textos armazenados na cloud que escrevemos? Back up não chega...a mudança de formatos é um problema tramado que neste momento dá dinheiro a uma série de empresas de informática.
Se a isto juntarmos que ninguém sabe ao certo a duração do cimento armado...ficará o nada.

4 comentários:

eug disse...

Sempre poderemos contar com
os registros Akashicos dos místicos,
o inconsciente coletivo do Jung
ou os campos mórficos do Rupert Sheldrake!

Ah! Também há quem diga que tempo e espaço
não existem, looooogooooo, não existe
história a preservar!!!!
:-)

saphou disse...

:) besos

eug disse...

Tenho aqui no pc uma pastinha chamada
braden_talbot_taggart_sheldrake
onde tenho alguns PDFs de
Lynne McTaggart,
Michael Talbot,
Gregg Braden
e
Rupert Sheldrake.
Leitura interessante!

eug disse...

Já conversamos sobre magick?

Depois de ler uma tonelada sobre psicologia,
agora estou a ler magick!

Eu sei, eu sei, coisa de maluco!!!!

:-)

Recomendo!