sábado, 27 de junho de 2009

Sea.Life: 2ª visita

Da primeira vez que fui ao Sea.Life do Porto, fiquei com fraca impressão. Achei divertido para os miúdos. Para os adultos, uma seca. Talvez porque a visita foi solitária e atribulada. Mesmo num espaço mínimo a imitar um barco de piratas encalhado na Atlântida, consegui perder-me. Não sabia onde era a saída, apesar das dezenas de setas. Tentei sair duas vezes pelas duas portas de segurança, porque diziam saída, mas davam para um espaço vedado. Finalmente, descobri que me tinha perdido no tanque das raias, mesmo ao lado da maxi loja de merchandising e do bar. Onde o fundo do mar acaba e o verdadeiro negócio começa, mesmo ao pé da saída. Foi o senhor da banca das estrelas do mar (que não entendi para que estava ali. Será que fogem? Será que as furtam?) que teve que me explicar tudo. A demência é triste, pensei.
Hoje fui lá outra vez, acompanhada. A impressão é totalmente diferente. Gostei mesmo. Tem imensas espécies e está feito com muito gosto. Descobri a criatura que Funes vai adoptar: o caranguejo ferradura; descobri que qualquer dos tanques é muito mais bonito do que o aquário do PBL;descobri que o senhor das estrelas do mar está lá para tirar algumas para as crianças lhes poderem tocar; descobri que preferia ter nascido cavalo marinho fêmea. Por fim, descobri que não estou demente, eles é que têm a primeira seta do primeiro andar de diz saída ao contrário.
Acrescento que discordo por completo de Funes, porque o objectivo do Sea.Life não tem nada a ver com o objectivo de um grande oceanário. Prevejo que os filhos de Funes o obrigarão a ir lá umas dezenas de vezes e a comprar não sei quantos peluches de cada vez. Funes, coração de manteiga, terá que dizer sim.

7 comentários:

Funes, o memorioso disse...

Prevê mal. O meu filho odeia multidões. Poderá pedir-me mil vezes para ir ver o aquário do PBL e dar-lhe cabo do computador. Nunca, para ver o peixanário. Sobretudo, se suspeitar que há lá gente.
E mais, o único peixe que eu me vejo a adoptar é o atum em lata.

mac disse...

Ah! Mas aquilo tem multidões?!?...

saphou disse...

E a sua filha?
Apostemos.

saphou disse...

Se for canibal, tb pode adoptar uma garoupa, um robalo ou um salmonete.

ODEIO GENTE disse...

De noite há pouca gente, é mais peixes...

AR, o verdadeiro disse...

Funes é mau, escondeu aos filhos que existe um Sea.Life no Porto. Obriga-os a ler Borges de manhã e à noite.

ANÓMIMO SACANA disse...

Ó pai, quero um caranguejo ferradura como o animal de estimação do Funes.