terça-feira, 30 de junho de 2009

Dalai Lama: Nobel Peace Prize 1989

6 comentários:

mac disse...

Deste homem ficam-me 3 coisas que nunca esquecerei na vida:
1) O alegre sorriso, independentemente de como lhe corre a vida (adoro este desapego);
2) A desprendida e inamovível recusa de humilhação de outrém (mesmo que promovida/aceite pelo humilhados - encheu-me completamente as medidas, o cuidado com que NÃO pisou as togas dos estudantes);
3) A confiança na humanidade.

Homens destes fazem muita falta.

Hélas!

Funes, o memorioso disse...

Deste homem ficam-me 3 coisas que nunca esquecerei na vida:
1) É um fraldiqueiro;
2) É um politicote sabido, como se tem visto no modo como gere a sua imagem;
3) um politicote sabido e fraldiqueiro.

mac disse...

Isso é tudo inveja de um politicote sabido, fraldiqueiro, alegre, convicto e esperançoso.

A inveja é um defeito muito feio, Funes!

patricia m. disse...

Funes sempre genial, hahahahaha. To morrendo de rir aqui.

Saphou, ce ta com tara em ganhadores de Nobel da Paz? Eh o premio mais "inutel" que tem, os bons mesmo sao os ganhadores de Nobel de Fisica, Medicina, essas coisas que realmente melhoram a vida dos homens. Nobel da Paz eh empulhacao para ingles ver...

rps disse...

"monges fraldiqueiros" é expressou que Funes bebeu em Arlindo do Rego.

saphou disse...

E arlindo do rego bebeu do dicionário