terça-feira, 28 de abril de 2009

Apetece-me bater em Funes, o bonzinho

Não consigo evitar, quando ele se auto-proclama o bonzinho, gera-se este efeito em moi. Mas, pensando nele, o máximo que consigo quanto a molhar a sopa é agarrar-lhe a cara e puxar-lhe as bochechas. Blimunda, na sua infinita sabedoria, tem razão, não sou uma Pepe em potência, (admitindo que Pepe estava normal, o que não acredito) . Passar à fase seguinte e arrancar-lhe as bochechas à dentada, seria como desfazer um peluche. Não consigo. A menos que me coloque numa situação de incapacidade acidental (como aquela em que Pepe visivelmente estava e o Real Madrid não quer que se saiba?)

6 comentários:

privada disse...

Viu aquela experiencia em que injectavam durante 1 mes testosterona num individuo aqueles tipo marroes de oclinhos e o gajo alem de alargar se tornava violento ?

Ou ta a tentar dizer k os endrogados são violentos. Abraços

saphou disse...

Querido privada, ainda bem que partilhamos a mesma opinião. Não quererá tb molhar a sopa no vice?
Porque não beatificar Funes?

privada disse...

Para derrotar o Funes Saphou temos que usar as palavras, dê me um tempo para pensar numa estrategia , se não pedimos ao PBL que lhe dê um enxerto.

Blimunda disse...

Caracoles!!!! Estou a ficar zarolha ou quê? Onde é que está o meu comentário? A Blimunda tem razão em quê, se o comentário se escafedeu? Eh pá, tou marada com o seu blogue, este gajo resolveu gozar comigo, só pode!

Funes, o memorioso disse...

Mas minha cara Saphou,

A menina sabe que eu adoro levar porrada. Gosto muito mais de levar porrada do que de cantar ou vou comor, comor, loronjos e bononos...
Até os meus filhos mudam imediatamente de canal quando começa a dar o iu viu quimir, quimir, lirinjis e bininis

AR, disse...

Cara saphou:

O funes, tem no pescocço, uma tentadora verruga mole *.
Há anos que almejo esgadanhar (ou escabichar) aquela bolinha entumescida. É memso, ouso dizê-lo, uma obsessão. Um sonho lindo AINDA poe cumprir.
Costumo amtutar assim: como quem não quer a coisa. "vai uma lutinha" e num gesto "desajeitado": vai "zcratch" um cirurgico esgadanho seguido de compungido "desculpa lá, foi memso sem querer". :)
Porém, funes, protege a verruga, espinotando, enterrando a cabeça entre os ombros, fugindo.
E como não sou lesto, venho perdendo o lanço. Palpita-me, até ao dia...:)

* alerta que faço, em sendo útil...e na opotunidade...eh eh eh...