quinta-feira, 12 de março de 2009

Statements

Gostaria de abraçar a profissão de padeira. Vestida de bata branca, bateria a massa, iluminada pelo luar, e faria o pão para a comunidade. A esta hora já teria tomado um cheiroso pequeno almoço, fornecido pela entidade empregadora, e estaria na segunda hora de sono, a sonhar com os golos que o Hulk poderia ter marcado, com um sorriso de pateta satisfeita que cumpriu o seu dever, em vez de estar a escrever baboseiras. A felicidade interna bruta seria total.
...
P.S. Tenho sérias dúvidas quanto à compreensão pela ASAE da parte ..."iluminada pelo luar".

2 comentários:

amiguinho disse...

Five points

Padeiro BEM VINDO disse...

Olhe lá se não se torna na padeira de Aljubarrota e, desastrada como é, dá com a pá nos companheiros de trabalho.