terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Statements

Detesto cabeleireiros onde temos umas senhoras ao lado a arranjar os pés de molho numas bacias de plástico. Demolhados o suficiente para amolecer o cascão, limpam-nos com uns paninhos, tiram-lhes as peles à volta das unhas, desencravam e cortam as mesmas, tratam-lhes dos calos, raspam-lhes repetidamente as solas dos pés para esfoliar as peles, hidratam as patorras e no fim pintam as unhas, de preferência de um vermelho p'ro castanho, rematando com algodões entre os dedos carnudos. Tudo uma nojeira a que tem que assitir quem está a escassos 20 cm e apenas quer lavar e cortar o cabelo.
Estes actos deviam ser em aposentos privados. A ASAE deveria intervir sem demora. Vou fazer já uma denúncia.

15 comentários:

sinhá moça disse...

yac!!!

Álvaro disse...

Que nojeira princesa isto dito por mim que corto as unhas à Laurinda é o máximo mas tem menos nojo que esta coisa das unhacas do mulherio

patricia m. disse...

Ui acho horrivel unha do pe grande e/ou pintada de qualquer cor.

Tem gente que tem um pé feio, haha, gracas a Deus o meu eh bonitinho...

Maria disse...

Só agora descobri que tinha um blog, cá voltarei.

Bom Ano.

P.S. Detesto essa vizinhança com pés tipo leitãozinho...

Alferes disse...

Pior só mesmo na praia a depilação pública das virilhas à pinça!

saphou disse...

A essa até hoje fui poupada!

saphou disse...

Obrigada Maria,
Bom Ano para si também,
volte muitas vezes.

saphou disse...

Agredeço também os primeiros comentários de Claras e Alferes. Gosto muito de os receber. Voltem muitas vezes.

saphou disse...

leia-se: Agradeço

saphou disse...

Os outros já são da casa, mas não posso deixar de agradecer a Patrícia M. o facto de me colocar como blog que segue.

jg disse...

Não contando com as que ainda fazem desenhos nas unhinhas!!!!
O mulherio tem destas coisas...

saphou disse...

jg, uma estreia! Seja bem vindo!

Blimunda disse...

Hehehehe!!! Saphou devia tomar uma só refeição ao lado de um muçulmano. Acha-se capaz de imaginar o que possa representar para o seu estômago presenciar o empreendimento do animal despachando um pedaço de frango de caril com uma mão escarafunchando o dedo do pé que tem ao lado do prato com a outra?

Blimunda disse...

Credo!!! Desvirgulei-me por completo. Quase nem eu própria entendi o que escrevi. Desunhem-se que agora não tenho tempo para virgular.

Mofina Mendes disse...

O meu pé esquerdo seria lindo se fosse direito.

Saphou, mil vezes agradecida, andava com esta frase engatilhada e não achava lugar para a disparar.