terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Dos sacanas II

Este senhor tinha, pelo menos, uma filha, vizinhos, apoio de Instituições de Solidariedade Social e da Junta de Freguesia, e vivia na Rua do Bom Humor, onde o lixo é Imperador.
Leio no JN: "Cães comeram octogenário. Idoso encontrado morto em moradia inacabada onde vivia isolado há anos". O texto, cheio de descrições inúteis, é de NUNO MIGUEL ROPIO.
"Há dois anos os vizinhos alertaram as autoridades para o perigoso cenário em que vivia Pedro Parra, numa casa imunda com 20 animais. Mas pouco ou nada foi feito. Este domingo, o octogenário foi encontrado morto e já sem partes do corpo.
Desde quarta-feira passada que os vizinhos e as funcionárias de uma instituição de solidariedade social não punham os olhos em cima de Pedro Parra, com 86 anos, que há cerca de 15 vivia isolado numa casa que começou a construir mas que nunca acabou, na Rua do Bom Humor, em Vialonga (Vila Franca de Xira). Alertada pela população, a filha acabou por descobrir, anteontem ao fim da tarde, o pai sem vida e com parte dos membros superiores e inferiores devorados pelos quatro cães famintos, acolhidos pelo idoso.
O cadáver estava numa das salas da moradia, junto à porta da entrada, e as autoridades acreditam que possa ter sido também atacado por ratazanas. Os cães foram levados para o canil municipal de Vila Franca de Xira, para permitir a identificação daquele que terá desfeito o corpo. Porém, um cão mais pequeno, dada a quantidade de lixo existente na moradia, ter-se-á escondido do veterinário municipal e ontem acabou por aparecer aos vizinhos da vítima.
Segundo Cláudia Pinheiro, uma das moradoras que, em 2006, denunciou ao JN o perigo em que se encontrava o octogenário e o risco de alguns dos cães atacarem os vizinhos, Pedro Parra tinha colocado há dias uma porta em alumínio na casa, impedindo a saída dos animais (...).
Na sexta-feira, as duas funcionárias da Associação de Bem-estar Infantil de Vialonga, com quem a Junta de Freguesia tinha protocolado um apoio domiciliário ao idoso, encontraram no pátio da moradia intacta a marmita com comida, que havia ali ficado na quarta-feira. Só no domingo é que a filha do idoso - que a população acusa de ter abandonado o pai - foi alertada para aquele facto. "Telefonámos-lhe de manhã mas ela só apareceu pelas 15 horas. Também chamámos o INEM, que não veio e mais tarde quando os voltámos a contactar até nos disseram que já cá tinham estado e levado o idoso para o Hospital de Vila Franca de Xira", disse Cláudia Pinheiro, acusando a Junta de Freguesia de "pouco ou nada ter feito, nestes dois anos", após um abaixo-assinado realizado pelos moradores (...).
Tal como em 2006, o JN tentou obter um comentário de Teresa Parra, filha da vítima, mas esta voltou a estar incontactável."
Velho em casa?
Não!
Na barriga do cão,
será o novo slogan publicitário para ser uma alternativa às Whiskas, ou outras comidas sintéticas. É um bom nicho de mercado para quem pensa criar uma PME. Nem o Eng. Sócrates raciociónou sobre isto.
Agora a sério.
No meio de toda a notícia, só há uma coisa que me intriga, pois o resto é banal (nomeadamente, a forma como a comida é deixada fora da casa, talvez dia sim dia não, a imundície que ninguém limpa, o total desinteresse da filha, etc). Porquê tanta preocupação em encontrar o cão que comeu o idoso? É para o cão ser acusado de crime de homicídio doloso, mais profanação de cadáver e sujeito a prisão preventiva? E o cão pequeno, o safado, a querer escapar à autoridade?! Vão todos dentro, os cães, como é óbvio. Foram crimes cometidos em co-autoria. E as ratazanas só se safam porque andam a monte.
O resto é tudo boa gente, da mais fina flor do lixo.

10 comentários:

Blimunda disse...

Nada me tira que este episódio tem fortes ligações a um outro que li no livro " Amor em Tempos de Cólera". Vai ver, Saphou, que o octogenário era fã do Gabriel Garcia Marquez e quis foi homenageá-lo. Suicidou-se. Não deu veneno a cheirar aos cães como o outro mas deu-lho a comer. Não sabia era que eles não se iriam com ele! Puro erro de cálculo e tudo isto é literatura…

privada disse...

no Prision Break o Maneta tbm comeu o mexicano , mas porque o Mexicano o tentou matar antes, tudo isto são series

Mofina Mendes disse...

E a liga protectora não ficou chocada?

Mofina Mendes disse...

Apetece-me ladrar, desculpem lá.

patricia m. disse...

Pior do que isso, ja li sobre um cara que morreu no trabalho (!?!) e demoraram 3 dias para descobrir que estava morto...

Bom, sabe-se la o que andava na cabeca do velho, mas o certo eh que se ele nao era demente, poderia optar por morar sozinho, e logo morrer sozinho.

hahsre disse...

E ainda dizem que a sociedade sofre de uma crise de valores! Mais do que valores, está em causa a qualidade de ser humano. As bestas que rodearam este senhor, a começar pela filha, a acabar nos vizinhos e nas instituições públicas e privadas, já há muito sairam da categoria de seres humanos. São piores do que animais irracionais. São bestas da pior espécie. Os animais têm mais valores do que estes fdp todos.
Grande ironia Saphou, adorei a forma como expôs até ao absurdo a situação. Five points.

amiguinho sacana disse...

Não lhe roubaram algum dente de ouro?

saphou disse...

Obrigada hashre. Esta gente é toda um nojo, mas preferi fazer um post irónico a um post piegas. Mas é chocante, em todos os sentidos.

privada disse...

Ora eu não vejo onde está o choque, sinceramente, conheci um gaijo que virou o carro na rebanceira, ficou lá debaixo 3 dias, a geada picoto-lhe os dedos todos, não morreu porque se tivesse morrido ate as minhocas o haviam de comer.

E mais então se o velhote gostava de caes, qual o mal, o meu sonho passa exactamente por morrer isolado no monte, ora certamente que o meu cadaver a nao ser descoberto atempadamente será bicado pelos abutres, and so?

patricia m. disse...

Acho engracado isso, tudo bem que a filha deveria ligar para o pai ou ir visita-lo com mais frequencia, mas o que eh que os vizinhos tem a ver com o fato? Eu nem sei quem sao meus vizinhos - e alias nem faco questao de saber - quanto mais vou la saber se eles estao morrendo ou nao. A nao ser que o cheiro incomode, logico, ai chamarei a policia.