sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Lengalengas

Lengalenga que me ensinou o meu tio-avô Leonardo Vaz, de alcunha o "tio pequeno".
Enquanto se conta a história, vai-se puxando, suavemente, quatro vezes por "Xixirixi", a orelha da criança/adolescente/adulto. Na frase final, dita lentamente, puxa-se com muita força, durante toda a frase (oito sílabas, oito vezes), até o ouvinte soltar gargalhadas ou gritos de "ai ai ai", consoante a sensibilidade e/ou a malvadez da execução. A orelha deverá ficar vermelha e quente.
Xixirixi, onde vais velha?
Xixirixi, vou à serra.
Xixirixi, o que vais lá fazer?
Xixirixi, vou buscar lenha.
Xixirixi, p'ra que é a lenha?
Xixirixi, p'ra cozer o pão.
Xixirixi, p'ra que é o pão?
Xixirixi, p'ra dar às galinhas.
Xixirixi, p'ra que são as galinhas?
Xixirixi, p'ra pôr os ovos.
Xixirixi, p'ra que são os ovos?
Xixirixi, p'ra dar aos padres.
Xixirixi, p'ra que são os padres?
Xixirixi, p'ra rezar as missas.
Xixiriri, p'ra que são as missas?
Xixirixi, p'ra nos salvar.

1 comentário:

amiguinho disse...

Essa lengalenga parece-me polémica e cruel. Nos EUA seria proíbida, excepto em Guantânamo. Pode ser condirada bullying.