segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Statements


Não suporto anões de jardim.

9 comentários:

Mofina Mendes disse...

São do pior, sobretudo quando iluminados pelo luar da noite.

eug disse...

Pq?

saphou disse...

Porque me fazem lembrar que não tenho jardim. Vc tem algum? Dizem que dão sorte. Outros dizem que são maus.

saphou disse...

A cidade de Gräfenroda, fundada em 1290, no estado alemão da Turíngia, conta com apenas 3750 habitantes. Localizada no encantador Vale da Gera Selvagem, ao lado da maravilhosa Floresta Thüringer, serve de destino turístico para adeptos de caminhadas. Por sua vizinhança com Weimar, Erfurt e Gotha, o município está bem integrado na cultura local , que se proclamou com celebridades tais como Bach, Herder, Schiller, Goethe, Klee, Strauss, Kandinsky, Schopenhauer e Nietzsche.

No entanto, a cidade deixou sua marca na história por ser o local de nascimento dos anões de jardim. Em 1874 Philipp Griebel fundou sua pequena fábrica, onde inventou e desenvolveu os bonecos. Os modelos clássicos são feitos de argila queimada e medem entre 19 e 25 cm. A inspiração pelos anões vem dos contos de fada alemães e da mitologia, onde os gnomos eram habitantes do interior da terra e guardiães de tesouros enterrados com poderes mágicos. Existe todo tipo de modelos, começando com o típico anão barbudo amigável, anões de Natal, até modernas figuras mais atrevidas e modelos eróticos. No ranking dos souvenirs alemães mais procurados, os anões de jardim aparecem em segundo lugar, perdendo apenas para os relógios Cuco. Os pequenos anões são extremamente populares na Alemanha, na Áustria e na Suíça. Só em jardins alemães existem 25 milhões de exemplares.

Por isso mesmo, existe até o museu dos anões de jardim em argila em Gräfenroda, considerada a maior atração turística da cidade. Além disso, todo ano em agosto é promovido o “Festival da Pátria e dos Anões de Jardim” na praça central.

Quem também está de olho nos anões é a FLAJ (Frente de Libertação dos Anões de Jardim) que opera na França, Alemanha, Espanha, Canadá, Brasil e nos Estados Unidos. Com o objetivo de “resgatar” os bonecos barbudos escravizados e libertá-los no seu habitat natural, a FLAJ é visto como responsável pelos muitos sumiços repentinos de anões de jardim.

Arnd Alexander Rose

Ega disse...

O que merecia Gräfenroda era um bombardeamento maciço da aviação aliada.

hashre disse...

Ega, contenha-se homem. O único objectivo aqui é ser polémico relativamente a uns inocentes bonecos de barro com poderes mágicos.

Ega disse...

Exmo(a) hashre,

Por muito menos que "inocentes bonecos de barro com poderes mágicos" bombardearam-se cidades ao longo de todo o século XX e XXI.

Por isso, estou-me a borrifar para o polemicamente correcto.

Com os melhores cumprimentos,

Ega

eug disse...

Se você não assistiu a esse filme, assista!

http://pt.wikipedia.org/wiki/Le_fabuleux_destin_d%27Am%C3%A9lie_Poulain

eug disse...

Guinness 2009:

Maior Anãozão de Jardim
Tem 4,11m e mora numa
fazenda no estado de NY.