sábado, 22 de novembro de 2008

Disparates

Falo, com todos eles a ouvir atentamente as inutilidades que transmito.
Imagino que as letras se materializam e ficam suspensas na sala. Que poluição divertida! Uma cortina de letras coloridas entre nós. Umas em bold, outras em itálico, Arial, Times New Roman, ou mesmo Webdings, algumas sublinhadas. Umas maiores, outras menores. Teria que soprar as letras para os ver.
Tudo isto penso, ao mesmo tempo que um raciocínio claramente exposto é partilhado e apontado avidamente por eles. Notável esquizofrenia.
De vez em quando, interrompo para umas piadolas motivadas pelas mais diversas causas.
O som de um telemóvel é motivo habitual.
- Gosto desse, é muito melhor do que o de o ano passado. Ahhh... Bach! Todos se riem.
- Podemos estar a gelar aqui, mas temos o privilégio da vista para o duplex de Jesualdo Ferreira.
- Baltazar, coma os rebuçados que lhe dei para estar calado.
-A si só respondo se fizer aqueles trejeitos com a boca como faz na televisão. Não trouxe o bigode, diz ele. Então, respondo-lhe quando trouxer o bigode.
Dou alguns exemplos de como não se pode resolver o contrato havendo entrega com espera de preço, a menos que se reserve a propriedade ou se coloque no contrato uma cláusula resolutiva expressa. Uso o Kadafi dos pneus que sempre fica na memória e é sucesso garantido.
De repente, entra o Senhor Alfredo. Um exemplo de profissionalismo. Assino a folha. Olho para ele enquanto se afasta. Tem algo de estranho debaixo do braço. A cor e a forma são-me familiares.
-Ó Senhor Alfredo, porque é que leva embora a minha carteira?
O homem cora, como se fosse acusado de furto à frente de uma multidão.
-Esta carteira estava lá fora, num banco, e alguém me disse que era melhor levá-la para a recepção antes que desaparecesse.
Risada geral. Agradeço muito ao Senhor Alfredo e ao Universo. É a segunda vez que perco a carteira hoje. Ontem perdi o cachecol. Mas algo em mim atrai os objectos, tendem a retornar.
Estou tentada a deixar notas de cem euros (não conheço as de 500) pela rua só para provar esta nova teoria da atracção.

22 comentários:

privada disse...

Bom dia flor do dia! Execelente five points

Privada, o bacoco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
privada disse...

Isso boa ta boa!

privada disse...

Yea, agora é só soltar a prosa, mui bien, mi amiga mui bien

saphou disse...

Privada, é um grande prazer tê-lo como primeiro a aparecer aqui. Obrigada pelos elogios. Veja se a caixa de comments assim está bem.

privada disse...

O texto ta bom, a sério que ta bom, nao me canso de o repetir, parece uma visão que já tive daquilo que ja fui, hahahahahha, optimo, estoi mui feliz.

privada disse...

Excelente agora, entao o texo, páhhhh ta mesmo no estilo.

privada disse...

Agora o video tbm é facil
copia o parametro todo do incorporar, lembre-se que tal como nas tags comentario, tem sempre que terminar em maior que e começar em menor que ; depois previzualiza e em principio cool, se não der, copia po word e do word po post

Começa ... object width termina /object, com os sinais menor e maior que claro

Mofina Mendes disse...

Desculpe, mas tive de vir olfatar isto aqui e gostei, claro. Tb acredito no eterno retorno, mas as melgas, as letras de verificação e afins bem que podiam desaparecer para sempre.

privada disse...

Mas o problema é que isto começa a ficar mt alargado, durante todos estes anos de blogoesfera e diga-se que são verdadeiramente muitos, mantive uma regra, ler jornais, blogues de intervenção, nunca fazer comentarios, para que?!
Depois veio Funes, comecei a interagir, dps entre deus e o diabo, a redonda, o jg , o brochista, o contestario, o da Ega, agora o da Saphou, e o da mofina e todos são interessantes e como vc soltam treta eu tbm nao resisto e não tarda não faço mais do que correr para o pc, para ler blogues, para conversar, e depois provavelmente acontece-me algo terrivel.

Temos que parar, vamos cair pá no vicio

privada disse...

É igualzinho à droga, falta apenas saber como é que o Governo vai minimizar isto

saphou disse...

Origaga mofina. Os primeiros cinco a aparecer terão grandes benesses.
Agora estou a tentar colocar uma música do you tube, mas a coisa não está fácil.

privada disse...

copia para o word o incorporar e dps colar especial, texto nao formatado, e depois po post e depois já esta

Mofina Mendes disse...

A brincar que o diga, Privada, a coisa é séria.

Patricia M. disse...

Oi Saphou, pode deixar as notas de 100 euros na porta da minha casa que farei bom uso delas, hehe.

jg disse...

Alto lá!!!!
Atenção à contagem dos premiados.
Estou entre os primeiros cinco.
E nunca perdoo promessas.
Políticas, não contam...

saphou disse...

patrícia, jg, obrigada pela vossa presença. Já são 4, terão as vossas bensesses. Só mais um terá esse privilégio.
Patrícia, fique com as notas de cem e multiplique-as. Dê-me apenas as que resultarem da multiplicação realizada com a sua excelente capacidade.

jorge c. disse...

Qualquer ajuda que precisar apite. Um criado ao seu serviço.
Seja bem-vinda!

Alferes disse...

Apareci sem convite! Mas gostei! Posso adicionar aos favoritos?

saphou disse...

jorge C. e Alferes, bem vindos.

privada disse...

Oh lá bem o peneirento ajudar quando tá tudo feito, haja lata. Já tem ou não tem o Chinese?

saphou disse...

Privada, a quem devo todos os ensinamemtos do dia.
Mofina, que chegou em segundo lugar.
Patrícia M., medalha de bronze.
Jg, logo a seguir, fourth runner up e, finalmente o 5º, Jorge C, desejem as benesses, de coração puro, e tê-las-eis.